jusbrasil.com.br
15 de Outubro de 2018

"FaceGlória", a rede social dedicada aos evangélicos, onde você troca o "curtir" pelo "amém"

Uma rede social dedicada ao "amor", onde a "baixaria" não entra!

(Por: Verdinha às 9h:30 de 10/06/2015)

Surgiu, neste mês, uma nova rede social focada no público evangélico, o FaceGlória. Semelhante ao Facebook, mas com o “curtir” virando “amém”, o site não traz muitas inovações além do público alvo, já que existem algumas redes cristãs na internet – sejam elas focadas em relacionamento amoroso, como o Divino Amor e a Amor em Cristo, ou apenas na socialização dos usuários, como a Rede Social Cristã ou DNA Gospel. A diferença é que, em pouco tempo, o FaceGlória já conta com 50 mil usuários que buscam uma rede social com menos “baixaria e promiscuidade”, segundo os criadores.

FaceGlria a rede social dedicada aos evanglicos onde voc troca o curtir pelo amem

A rede social foi lançada em junho visando pegar carona em um dos eventos que mais mobiliza fiéis evangélicos no país, a Marcha para Jesus – que reuniu cerca de 340 mil fiéis em São Paulo na última quinta-feira (4). Outro acontecimento que ajudou a conseguir mais usuários foi a polêmica envolvendo a propaganda de O Boticário. Uma das formas de divulgação foi através de cantores gospel que aderiram à rede social e convidaram as pessoas a conhecer o site. Um exemplo é a interprete Aline Barros que está divulgando a página.

O FaceGlória é aberto para qualquer usuário, no entanto, as limitações dizem respeito aos conteúdos das postagens. Pornografia, palavrão, fotos que mostrem o consumo de álcool, cigarro e outras drogas, cenas de violência, beijo gay, são alguns dos conteúdos que serão vetados. Por outro lado, a equipe que fiscaliza a rede social cristã não excluirá contas de usuários que colocarem conteúdos como fotos de mães amamentando ou mulheres de biquíni. Até uma plataforma de paquera, chamada “Namoro Evangélico”, será criada para o FaceGlória.

Ainda em fase beta, a rede já conta com recursos como publicação de fotos, de linhas de texto, buscas por amigos, chat e um player no canto superior direito que reproduz várias músicas de cantores gospel. Funções como o envio de áudio e vídeo ainda estão em desenvolvimento. Além disso, como o site ainda está em testes, ainda são encontrados alguns bugs e travamentos.

Estava passando da hora de surgir uma rede social direcionada a esse público. Seguir no Facebook (rede social criada por um Ateu) estava se tornando insustentável já que nela se pública de tudo (ou quase), por religiosos, ateístas e "Gaysistas" (como alguns já apelidaram os que defendem essa minoria). Vai parecer meio separatista mas tudo bem, se os evangélicos querem uma só para eles tudo ok. Ficaremos com o Facebook e nossas publicações seculares e "mundanas"!


Fonte: http://www.verdinha.com.br/noticias/16712/facegloria-nova-rede-social-focada-no-público-evangelico-c...

Comentários: Elane F. De Souza OAB- CE 27.340-B

Foto/Créditos: G1. Globo. Com

13 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

A alienação do ser humano chega a beirar a insanidade total. Facebook, Faceglória, FaceDiet, FacePCC são o que a de pior que podia ser inventado. Conheço um amigo que na ultima vez que "esteve" na casa do filho deu um beijo em cada neta que não desgrudaram os olhos da tela do tablet, cumprimentou a nora e esta respondeu com um semi-grunhido, também no tablet, perguntou ao filho se estava tudo bem este educadamente respondeu que sim perguntando como estava a mãe e voltou a mergulhar no tablet., Meu colega ficou mais uns minutos na casa do filho e retornou para o interior (180 km da casa do filho). Quem acha que é exagero, coisa de velho fóssil, já esta tomado pela doença. continuar lendo

Olá, boa noite Sr. Jorge
Infelizmente o Sr. tem razão....., isso que o Sr. relata já aconteceu com a minha mãe várias vezes....., ela vai até a casa do seu filho a 600km de onde mora e chegando lá os netos nem sequer levantam a cabeça para cumprimentá-la....., só quando lhes dá na telha e quando houver acabado o assunto com os amiguinhos das redes sociais e que vão ao encontro dela por alguns minutos.
Lamentável as coisas como estão....., ninguém mais dá atenção aos outros...., só querem saber do mundo virtual. As relações pessoais se acabaram, só sobraram as virtuais.
Abraço e obrigada pelo comentário
Att. Elane continuar lendo

Recentemente o face me fez convite para participar de uma pesquisa relacionada ao site. Fiz a pesquisa e no final dei minha opinião a respeito mas, esqueci de sugerir uma parte semelhante ao aplicativo novo, onde se possa ter privacidade, coisa que no face não tem. continuar lendo

Acho desnecessário, por mais que seja focado em um público, não deixa de ser uma "rede social" que, obviamente muitos vão criar perfis e vão postar coisas banais. O problema são os usuários e não o aplicativo, tudo aquilo que vc vê na linha do tempo, no caso do facebook, está na sua rede de contatos e páginas que vc curte, ou seja, vc ve aquilo q vc mesmo acionou em algum momento. continuar lendo

Concordo que não deva haver separação, já que o sal foi feito para salgar e não para guardar e ao se tornar sem gosto, deve ser lançado fora.
E, também, não se acende uma luz para colocar debaixo de um balde totalmente opaco. continuar lendo