jusbrasil.com.br
3 de Julho de 2022

Podemos! “És la hora de la gente”! Um partido político que nasceu da indignação popular!

Esta é uma "republicação": Há 6 meses escrevi este artigo e acreditem - a "criatividade" do Brasileiro é tanta que um partido com o mesmo nome já foi criado aqui ("aqui, nada se cria, tudo se transforma, tudo se copia")..., mas se é para o bem de todos..., fazer o que? Melhor copiar e evoluir que ficar parado no tempo!

( link do artigo anterior) A indignação de um povo levou grande parte dos Espanhóis às ruas no início de 2014, pediam o fim da corrupção no poder público. Uma luta popular que fez gerar o partido político mais aclamado pelo povo nos últimos tempos – chama-se, Podemos! O nome já sugere que um povo unido contra a corrupção muito pode, quando realmente quer mudar uma nação.

De momento não há muito que falar (contra) as ideologias do referido partido, nem contra seus integrantes, tudo ainda é muito novo e portanto muito bonito. É com muita elequência que seus integrantes debatem nos canais espanhóis demonstrando ser os salvadores da pátria espanhola.

Nascido em 11 de março de 2014 o partido já elegeu 5 eurodeputados. Entre os eleitos estão os líderes dos movimentos anticorrupção, são eles: Pablo Iglesias, Professor de Ciências Políticas, 35 anos de Madrid; Tereza Rodriguez, Professora Secundária, 32 anos de Cádiz; Lola Sanchez, que reclama por ter fechado seu pequeno comércio pelo aumento do IVA (principal imposto Europeu/Espanhol – digo isso porque tem IVA, também em Portugal), Lola tem 36 e é de Cartagena, esses são, portanto, os que mais enfrentaram o governo chamando o de corrupto e ladrão pelas ruas.

Com a organização do partido outros personagens vieram a fazer parte do movimento. Carlos Jimenéz Villarejo, ex Fiscal Jefe aiticorrupción (é como um ex Procurador Geral da República, só que responsável por averiguar a corrupção do país), tem 78 anos e é de Barcelona e, por fim, o Científico Titular del CSIC de nome Pablo Echenique, 35 anos de Saragoza. Cinco integrantes do novo partido, eleitos em 2014 para o Parlamento Europeu em Bruxenas na Bélgica, para representar o povo espanhol na Comunidade.

Um poco de Podemos en Espanõl para entrenamiento de la linguaje y de las ideologías del partido político (espero que disfrutes)

El 25 de mayo se celebraron elecciones al Parlamento Europeo. Vivimos en un momento de enorme dificultad y empobrecimiento para la inmensa mayoría de las personas, mientras que un hatajo de corruptos se está enriqueciendo a costa de robarnos la democracia. Nos repiten que no hay alternativa, que sólo echando a la gente a la calle y cerrando empresas saldremos de esta crisis. Pero sabemos que quienes nos han traído hasta aquí no van a solucionar nuestros problemas.

Podemos s la hora de la gente Um partido poltico que nasceu da indignao popular

En esta situación, Podemos nace para convertir el hartazgo en cambio político y para construir democracia a través de la participación ciudadana y la unidad popular.

Podemos es una iniciativa ciudadana que propone cambios sencillos pero profundos: recuperar la democracia y poner la política al servicio de la gente y de los Derechos Humanos. Queremos decidir el modelo económico en el que trabajar y vivir y sabemos cómo hacerlo: con personas preparadas y decentes.

Podemos es una herramienta para la participación que se define a través de lo que hace: primarias abiertas a toda la ciudadanía y programa participativo con las aportaciones de miles de personas a través de un método abierto. Podemos es, también, financiación independiente de bancos y grupos de interés, y una organización sectorial y territorial abierta a toda la ciudadanía, donde no se le pide el carné a nadie para participar.

Nuestra lista electoral es el resultado de las elecciones primarias ciudadanas y abiertas más participadas de Europa. De ellas salieron nuestros eurodiputados y eurodiputadas: Pablo Iglesias fue elegido cabeza de lista y le acompañaron Teresa Rodríguez, defensora de la educación pública, Carlos Jiménez Villarejo, primer Fiscal General Anticorrupción de nuestro país, Lola Sánchez, politóloga y Pablo Echenique, investigador del CSIC.

Nuestro programa ha sido pensado y redactado por miles de personas y está lleno de propuestas al mismo tiempo ambiciosas y de sentido común. Vayan por delante estas ideas generales:

1ª. Más democracia. Los gobernantes deben servir al pueblo y no servirse de él. Necesitamos un Plan General Anticorrupción que ponga fin a las “puertas giratorias” entre cargos públicos y empresas privadas. Presentamos la Directiva Villarejo.

2ª. Más derechos. Necesitamos recuperar la soberanía que nos han robado para restablecer los derechos ciudadanos. Queremos una Europa del trabajo digno, la sanidad universal, la educación, la vivienda, las pensiones, la ayuda a la dependencia, y el respeto al medioambiente.

3ª. Más economía al servicio de la gente. Transformemos el sistema financiero. Creemos un modelo socioproductivo para los países del Mediterráneo basado en la economía real. Economía del conocimiento, la industria y la agricultura avanzadas, la I+D+i y las energías renovables.

A finalidade desse artigo era demonstrar até onde pode ir um povo quando se revolta contra algo. Na Espanha “construíram” esse Partido Político, que na verdade é uma somatória de ideologias e de sonhos de um povo empobrecido, que vive sem emprego há quase 10 anos, hoje ainda são 4.512 milhões de pessoas, “oficialmente”, desempregadas, apesar de ter caído em relação à janeiro de 2015 (dados de fevereiro deste ano). Segundo o Ministério do Emprego do país, é o melhor comportamento do desemprego para fevereiro desde 2001.

Em números dessazonalizados, o número de desempregados recuou em 49.653 pessoas, o melhor dado para um mês de fevereiro em toda a série histórica do indicador. Nesse tipo de cálculo, o número de desempregados vem caindo desde maio de 2013, à exceção do mês de julho do ano passado.

Além do mais são muitos os bancos que vem tirando o povo de suas casas por falta de pagamento, nisso é possível ver mais pessoas pelas ruas, desabrigadas, sem teto e muitas vezes sem nada para comer. Todavia, com a chegada de Podemos ao poder, haverão novas eleições em breve, veremos o que realmente um povo revoltado pode fazer por seu país e por sua gente. Me surpreendam!

Fontes: pág. Oficial podemos em ESPAÑA e G1 economia

Autoria e Comentários: Elane F. De Souza OAB-CE 27.340-B

Foto:Créditos da campanha eleitoral Podemos (site oficial)

Baixe Gratuitamente o Ebook do Método de Aprovação 2.0 do Professor, Ex. Defensor Público Gerson Aragão, Especialista em Direito Constitucional e Processo Penal. MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Autor do Livro Entendendo a Jurisprudência do Supremo. Participa dos Projetos: Aplicativos Jurídicos para iPhone e iPad, Método de Aprovação e Informativos Resumidos.

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Notíciashá 3 anos

Para partidos políticos, somente o Congresso Nacional pode permitir candidaturas avulsas

Sessão celebra os 90 anos de fundação do PCdoB

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Excelente matéria é uma pena que no Brasil com as dimensões continentais o nível educacional inferior o Chile, poderíamos copiar esta iniciativa.Vamos tentar divulgar ao máximo de pessoas para ver se acorda este gigante sonolento e pessimamente governado. continuar lendo

Prezada amiga Elane, as eleições estão por vir.

Enquanto num país se cria partidos e mais partidos, políticos por profissão, governo enviando verbas para subsidiar os referidos, óbvio, mais aos seus e menos aos demais, o caos se perpetuará ao longo dos anos.
Alguns devem-se lembrar dos partidos ARENA e MDB, situação e oposição.
Hoje são, tantos Ps, Ds, etc, e alguns nem conhecidos, mas existem legalmente.
Enfim, a democracia impera, mas pergunto; a que ponto?
Ponto de investir na miséria, educação, saúde, segurança, Petrobras...
O povo Brasileiro não precisa de partidos, precisa e carece de políticos competentes, compromissados com o país, realmente vestirem a camisa verde e amarela.
Para tanto, os brasileiros, necessitam da consciência para votar.
Brasileiro consciente, voto elegante.
Sabe o que é um voto elegante?
Aprendi com uma criança - Voto elegante é quando um político está bem vestido de terno com as mãos livres sem algemas.
Talvez ela não saiba as entrelinhas do que disse, mas entendi a mensagem.
Criança não mente, é pura de coração, sábias palavras.
Abraços amiga, ótimo final de semana. continuar lendo