jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2021

Fankeiros mirins na mira do Ministério Público de São Paulo. Pais e responsáveis são investigados por "sexualização" dos filhos nas mídias sociais

Fankeiros mirins na mira do Ministrio Pblico de So Paulo Pais e responsveis so investigados por sexualizao dos filhos nas mdias sociais

Como as crianças ainda não podem escolher o que será publicado sobre elas, cabe aos pais e responsáveis, garantir o respeito e a segurança delas. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê que a criança e o adolescente têm direito à preservação da sua integridade física, psíquica e moral, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, entre outros. Por isso, é dever de todos velar pela dignidade deles, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.

Ao publicar certas fotografias ou filmes envolvendo atitudes dos filhos, os pais deveriam levar em conta que, num futuro, isso possa se tornar constrangedor, assim, o mais correto seria fotografar e filmar mas nunca levar à público (publicar) tais "lembranças", afinal o que é "bonitinho", "engraçadinho" e"fofo" para você que é pai, pode ser um belo "mico" para ele futuramente.

No entanto, vejo que muita gente não consegue se conter e pública até a "primeira caquinha" que seu filho faz - pensando que isso seja relevante para quem não é o pai (ou mãe); o certo é que tem coisa que só interessa a nós mesmos. Gostaria de saber como essas pessoas viviam antes das redes sociais. Será que tirar uma foto e deixar no álbum era suficiente?

Além do mais, expor nossos filhos em demasiado corre-se o risco dele tornar-se alvo de sequestro e pedofilia. Muita gente (sem nenhuma noção), pública o endereço da escolinha do filho, fazem "check in" de onde a família vai de férias ou final de semana, enfim, dão todas as deixas, facilitando a vida dos maus elementos que rondam a rede mundial. Um pouco de prudência nunca fez mal a ninguém!

Sobre os fankeiros mirins e seus pais "expositores"

Na quinta-feira, 23, o Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito para investigar o conteúdo erótico e apelos sexuais em músicas e coreografias de crianças e adolescentes que cantam funk.

A Promotoria de Justiça de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos da Infância e da Juventude da Capital tem MC Melody como um dos principais alvos da investigação; MC Brinquedo; MC Pikachu; MC Bin Laden; MC 2K e MC Princesa e Plebéia também estão sob suspeita de "violação de direito ao respeito e à dignidade de crianças/adolescentes". Seus pais e responsáveis são investigados.

Melody, de oito anos, foi alvo de polêmica na internet após o pai, conhecido como MC Belinho, divulgar fotos e vídeos caseiros no Facebook que mostravam a menina em poses sensuais.

Advogados especializados em guarda do menor dizem que a atuação de Belinho como empresário e orientador da filha viola leis e ele corre risco de perder a guarda de Melody e responder processo por exploração infantil.

Após a polêmica e de ter sofrido ameaças na internet. Belinho anunciou que está arrependido e que vai promover uma mudança no visual da menina - em seus trajes e postura. Em entrevista exclusiva ao R7, ele comentou que foi imprudente na divulgação do material da filha na internet, mas que, a partir de agora, não vai mais expor Melody de forma tão agressiva.

O inquérito foi aberto pelo promotor Eduardo Dias de Souza Ferreira. A investigação é fruto de denúncias e representações encaminhadas pela Ouvidoria do Ministério Público e por cidadãos que pedem avaliação legal sobre a exposição dos funkeiros mirins.

Fonte: http://entretenimento.r7.com/pop/ministério-público-vai-investigar-sexualizacao-na-carreira-de-mc-me...

Comentários/Autoria: Elane F. De Souza OAB/CE 27.340-B

Foto/créditos: G1. Globo. Com

5 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Gostei muito da reportagem. continuar lendo

Como sempre, conteúdo de bom gosto e conhecimento.
Nada contra quem gosta, a mim funk não está na classificação música. continuar lendo

Bom dia Paulo..., obrigada por recomendar e comentar
Nesse caso eu tenho que concordar com vc, .., publicar a matéria foi só uma maneira de mostrar o que está se passando de uma forma neutra...., mas que considero isso como música é outros quinhentos (que me desculpem os que gostam, mas ficar chingando, falando palavrão, ou criticando algum modo de vida e rebolando, para mim não é arte (não é música)), ainda mais quando exploram as crianças com essa "arte", com a única finalidade de ganhar dinheiro....,
agora dizem que a criança quer, pede, implora ao pai porque é fã de Anita e quer fazer igual a ela...., mas e daí, se formos dar tudo que uma criança quer.... continuar lendo

Prezada Elane.
Agradeço seu comentário e acrescento, respondeu como mãe, na essência do que penso. continuar lendo